sábado, 29 de setembro de 2007

CAPELA DE S. GIÃO



A PROPOSITO DA CAPELA DE S. GEÃO
(Dizem os Livros e Papeis Velhos)

Aqui há uns duzentos anos, em S. Geão de Penajóia, não se dizia a capela de Nossa Senhora da Encarnação. Era a capela de Nossa Senhora de S. Geão. Ali se iam sepultar os fiéis do lugar, mas os vizinhos da Curvaceira, antes que se fizesse o cemitério, que hoje encontramos ao lado.
Diziam velhos livros, que era capela de muito valor, porque tinha três altares, era a maior depois da paroquial e, até “ superior a muitas outras das nossas egrejas parochiaes”...
Nesta pova de S. Geão houve, em tempos antigos, uma mulher tão rica que, no testamento, mandou que se dissesse pela sua alma treze mil missas! Segundo conta o Doutor Pedro Augusto Ferreira. Mas há mais que contar deste lugar.
Muitas vezes demorámos em S. Geão, e acontecia-nos encontrar a capela sempre fechada. Uma vez, em que andava em obras, foi-nos possível a visita.
Já vimos muitos Santuários, modestos uns, sumptuosos outros. Por isso, não julgávamos que iríamos ficar pasmados. Mas, ficámos! Frente a frete dois altares com o Senhor Crucificado de proporções notáveis, e sensivelmente iguais, como que em concorrência de veneração – o Senhor da Misericórdia e o Senhor dos Milagres...
Aonde chegou a ignorância de velhos antepassados, e a sua negligência do pároco desses tempos?!
Íamos observar aquele “pleonasmo”, achando mais a propósito colocar uma das esculturas no altar-mor, quando uma “sapiente doutora em Teologia, Direito Canónico e em Arte”, nos ameaçou da excomunhão e quase nos “chumbou”, reduzindo-nos à nossa insignificância.
De pronto, fizemos ali solene promessa à Senhora da Encarnação de, pacientemente, sofrermos aquela mágoa “ que certamente naquele lugar a Mãe de Deus também sofre”, quedando-nos no silêncio.
De regresso, pelo caminho pensámos que, por oportuna conveniência, se poderia escrever aquela passagem do sermão da montanha, em termos modernos: Bem-aventurados os pobres em/de espírito.

F. J. Cordeiro Laranjo
(Ecos de Penajóia)

0 comentários:

 
© 2007 Template feito por Templates para Você