sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

EU CÁ SOU DA PENAJÓIA

Penajóia
“De onde és? – Eu cá sou da Penajóia. A espada vai na burra. Se queres alguma coisa salta cá p’ra rua!”

Freguesia do concelho de Lamego, comarca e diocese, pertence ao distrito de Viseu e está situada na bacia hidrográfica do Douro. Penajóia, cujo padroeiro é S. Salvador, ocupa uma área de 10,3 km2 e localiza-se a cerca de 13 km da sede concelhia. Apresenta um acentuado decréscimo populacional que se tem vindo a acentuar desde 1991 até à data, sendo que se passou de 1405 habitantes para 1247. esta situação poder-se-á dever, entre outros factores, à emigração para outros países como França, Suíça, Luxemburgo, Alemanha e Inglaterra.Várias “villas” rústicas reorganizadas na época das invasões germânicas, terão alastrado o povoamento de alguns lugares da actual freguesia. Muitas delas chegaram até a ter cartas de foro privado (Molães, Vila Chã, Pousada, Guidixe e Lagoas), o que se deverá ao facto de estarem relativamente afastadas umas das outras por razões geográficas. Formavam, no entanto, um concelho Medieval com carta de Foral Geral assinada por D. Afonso I. Documento pelo qual se constituía o concelho, se regulava a administração e se indicava os seus limites e privilégios.Penajóia foi vila e couto com justiça própria, mas na segunda metade do séc. XIV, já não possuía regalias municipais, pertencendo à comarca de Lamego. D. Manuel concedeu-lhe foral novamente a 15 de Julho de 1514.

1 comentários:

cduxa disse...

Ao navegar no Google, procurando saber um pouco de Penajoia,terra de meus antepassados, descobri o seu blogue.
Temos o mesmo sobrenome (Cardoso) e Jesus (sobrenome das minhas tias avós do lado paterno).
Coincidências interessantes.

 
© 2007 Template feito por Templates para Você